quinta-feira, 17 de março de 2016

Segredos de Lisboa

A arquitetura das cidades altera-se de acordo com os seus ocupantes e Lisboa, antes de ser Lisboa, foi muitas outras cidades. Foram vários os povos que por aqui passaram, nomeadamente, fenícios, romanos, muçulmanos, cristãos e a cidade, ao longo dos séculos, foi-se sobrepondo em camadas como “Um verdadeiro mil folhas de vestígios arqueológicos”.
Antigas construções davam lugar a outras, o que foi em tempos um antigo teatro romano é agora um conjunto de muros que sustentam edifícios pombalinos. No local de uma antiga mesquita surgiu uma igreja cristã e indo ainda mais para trás no tempo, escavando mais fundo, é possível ainda encontrar vestígios de uma lixeira que remonta ao tempo dos fenícios.
A partir das ruínas encontradas no subsolo lisboeta, a Inês Ribeiro e a Raquel Policarpo vão criando pequenas histórias, onde se imagina como seria a vida naqueles vários tempos desvendando e dando sentido aos muitos vestígios arqueológicos que se encontram por toda a cidade de Lisboa.
Gostei de ler este livro e vou levá-lo comigo num próximo passeio por Lisboa.



4 comentários:

  1. Pela tua sugestão li este livros. Achei-o muito interessante e despertou-me a curiosidade de ir pessoalmente aos sítios. Se quiseres organizar uma excursão já sabes conta comigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Combinado. Qualquer dia organizamos um passeio por Lisboa antiga.

      Eliminar
  2. Este livro é de facto espectacular! Creio que as autoras são arqueólogas e terem-se lembrado de fazer isto foi de génio, pois efectivamente não existia nada semelhante :) Apesar de todos termos noção de que Lisboa tem história e um passado muito rico, ter noção concreta dos vestígios que existem torna tudo mais impressionante.

    ResponderEliminar
  3. Verdade! Temas para estórias, no nosso país não faltam. E este livro foi de facto uma ideia muito boa e didática. Fácil de ler e muito ilustrativo textualmente.

    ResponderEliminar