sexta-feira, 16 de outubro de 2015

O Atomium - o futuro em 1958

Fala-se de futuro aqui, pela visão vanguardista de André Waterkeyn (1917-2005). Esta estrutura em ferro com 103 metros de altura representa o átomo do ferro ampliado 165 mil milhões de vezes. São nove esferas ligadas entre si por tubos que formam oito vértices.


Este foi o projeto escolhido para representar a Bélgica na Exposição Universal e Internacional de Bruxelas em 1958 – Expo 58, simbolizando a utilização da energia atómica para fins científicos. Aliás, toda a exposição versou sobre o progresso, inovação e muitos apelos à paz mundial.


De exposição temporária o Atomium passou a ser para sempre e hoje, é uma das imagens de referência de Bruxelas.

É um local turístico visitado por milhares de pessoas, é verdade! A melhor hora para se ir lá é de manhã e talvez se tenha sorte e não se esteja muito tempo à espera para se apanhar o elevador que nos leva ao mundo futurista de 1958.

Da esfera mais alta consegue-se ver a Europa ainda que em miniatura. Portugal lá tem o seu cantinho com a Torre de Belém e o Oceanário representarem-nos.


O Estádio Balduíno I, em Heysel Parque.


Em redor da esfera vistas panorâmicas da cidade.


Nas outras esferas exposições evocativas da construção do Atomium  e da Expo 58. e espaços lúdicos para crianças e adultos.



Os espaços lúdicos para crianças e não só, porque os adultos também entram nas experiências, são autênticos projetos educacionais interativos. Como por exemplo, o sistema video que recria  o modo como os animais vêm.

Neste caso a imagem da visão de uma cobra que vê tudo numa forma quase tridimensional e sem pontos de referência.


Os jogos de luzes criam cenários psicodélicos que fazem lembrar os filmes de ficção científica do antigamente, uma mistura de Espaço 1999 com Barbarella.



Vale a pena!

Como chegar:
Avenue de l'Atomium, 1020 Bruxelles.

Estação de Metro -  Heizel.

Saber mais em http://atomium.be

4 comentários:

  1. Conheço o monumento mas não sabia nada da sua história. Interessante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É de facto um monumento muito interessante e grandioso.

      Eliminar
  2. Mas que viagem tão bem contada e fotografada ! Continua a ser um prazer ler o que escreves, e ver o que fotografas !

    ResponderEliminar
  3. Vale a pena visitar Bruxelas que tem muito mais do que muita gente pensa. Tentei através das fotos e texto passar essa ideia. Obrigada por comentares Bj

    ResponderEliminar