sábado, 25 de julho de 2015

Um passeio pelos mercados de Londres

Outrora, importantes centros económicos e sociais das povoações, alguns mercados e feiras têm vindo a transformar-se em pontos obrigatórios de visita referenciados nos roteiros turísticos das cidades. E alguns são, na verdade, imperdíveis. Mais ou menos elaborados, ricos ou pobres, os mercados acabam por ser uma das faces mais genuínas dos lugares.

A cada cidade os seus mercados e em Londres nem sabemos por onde começar. Espalhados pela cidade, com características muito próprias, os mercados de Londres têm cada um a sua própria realidade o que contraria a máxima de “quem vê um vê todos”. Aqui, vê-se um e queremos ver mais.

Nós andámos por alguns…

CAMDEN TOWN – Não se trata de um mercado mas de vários espalhados ao longo do canal construído no século XIX para unir o GrandJunction Canal em Paddington com o rio Thames em Limhouse. Os antigos armazéns portuários e os estábulos onde se faziam, antigamente as mudas de cavalos são agora restaurantes, bares e lojas.



A primeira vez que por aqui andei já foi há alguns anos, bastantes o suficiente para ficar surpreendida com a descontração e o ambiente excêntrico que ali se vivia. Como em Roma sê romano acabámos sentados na berma do passeio a comer comida chinesa, com pauzinhos, ao lado de um casal “punk” que ia já bem adiantado na cerveja. Esta descontração e excentricidade continuam a ser o denominador comum de Camden Town


As pessoas, as lojas, as bancas, a profusão de cores, de raças, de idiomas (não esqueçamos que só em Londres falam-se cerca de 200 idiomas, desde o Bengali, Urdu, Árabe, Chinês...), fazem de Camden Town um dos espaços mais procurados de Londres, não só pelas compras, mas também pelo ambiente que aqui se vive. Estamos perante o mercado mais eclético de Londres.




Camden Lock market - o mercado original que se expandiu pelas ruas contíguas. Aqui encontra-se todo o tipo de artesanato, artigos de decoração para todos os gostos, musica, livros, de facto tudo o que se espera encontrar espalhado nas bancas de uma feira.


Camden Stables market – nos antigos estábulos os mais românticos encontram um mundo das mil e uma noites, os mais pragmáticos encontram uma loja de chinês em tamanho gigante. Em poucos metros viajamos do oriente para o ocidente. Ao lado de artigos chineses, vestidos de franjas e renda com ar dos anos 20 balouçam nos cabides quase que a fazer conjunto com sapatos de plataforma estilo gótico. Pelo caminho passamos pelas lojas de tatuagens, de piercings, não esquecendo as antiguidades, mais ou menos antigas, que qualquer feira que se preze oferece. Vale a imaginação…!



BOROUGH MARKET Um dos mercados que deverá ser obrigatoriamente incluído no roteiro de uma visita a Londres. O mais antigo mercado de frutas e legumes de Londres virou-se para a gastronomia e abriu as suas bancas a chefs e a quem goste de cozinhar e mostrar o que se come no seus próprios países. Vale a pena lá ir (mais do que uma vez). Saia na estação de metro de London Bridge ou de Borough (linha Northern e entre num verdadeiro roteiro gastronómico.  Entre produtos frescos ou já confecionados a escolha é muito variada.



O cheiro a especiarias, a pão acabado de fazer, a fruta fresca, a queijo, a comida a ser confecionada no momento invade-nos os sentidos e percorrer este espaço é deliciar o olfato e o paladar. O nosso olhar não pára e salta de banca em banca, apetece-nos provar um pouco de cada prato mesmo que depois venhamos a descobrir que afinal o que estamos ver e tem tão bom aspeto é carne de jacaré... 




O pequeno bar à saída de Borough Market ficou famoso pelo colorido do seus chapéus de chuva suspensos. Uma imagem que se tornou já icónica nos álbuns de quem visita Londres.



CONVENT GARDEN –A praça de Convent Garden desde sempre esteve associada ao comércio e ao entretenimento. Nos seus primeiros tempos um mercado de flores, fruta e legumes foi palco do primeiro espetáculo de rua no século XVII. E a tradição mantém-se.




À volta do fantástico edifício onde se encontra o mercado, teatros, bares, pubs e os muitos artistas de rua não deixam os créditos por mãos alheias e fazem de Convent Garden local único, onde a descontração e informalidade do turista se mescla com o formal fato completo gabardine e chapéu de chuva do típico homem londrino da City  de Londres (distrito financeiro onde estão as sedes dos bancos, corretoras financeiras, etc).





Quanto ao mercado em si, encontramos um conceito já adotado em várias cidades, incluindo Lisboa, com os nossos Mercados da Ribeira ou de Campo de Ourique. As lojas e bancas de frutas e legumes espalham-se pelas galerias e nos átrios as esplanadas e os bares, sempre com música ao vivo e performances várias.





PORTOBELLO ROAD MARKET - Sábado de manhã é o dia  para se ir a Portobello Road Market outro famoso mercado de rua londrino que se tornou ainda mais conhecido por ter sido aí que se desenrolou a ação do filme "Nothing Hill" protagonizado por Hugh Grant e Julia Roberts.






Para quem gosta de roupas em segunda mão e de antiguidades está no sítio certo. Portobello Road é considerado um dos melhores mercados de antiguidades de Londres onde os colecionadores com um pouco de sorte e persistência podem encontrar verdadeiros tesouros.




Este mapa que encontrei na Internet em "LondresLondon" pode ser de grande ajuda para planear um passeio pelos mercados. Divirtam-se...!!




Agradeço à Inês, Helena, Beta e Conceição por me terem cedido algumas das fotos que aproveitei para ilustrar o texto.

3 comentários:

  1. Estou a ver que me falharam coisas para ver quando estive em Londres. Só fui a Camden e a Borough. Para a próxima aproveito as tuas dicas (sempre fabulosas). Muito bom! C.R.

    ResponderEliminar
  2. Ai que saudades de Londres... só não conheço o Borough Market. E o Apple Market que mostras uma foto... onde é ? Ou faz parte do Portobello Market ?
    Sempre muito boa esta tua forma de olhar o mundo ! Quando conheço relembro, quando não conheço fico com vontade de conhecer !

    ResponderEliminar
  3. Obrigada Teresa pelos teus comentários sempre tão simpáticos e motivadores. Apple Market é um dos mercados de Convent Garden. Também eu voltava a Londres já amanhã se pudesse.

    ResponderEliminar