sábado, 2 de maio de 2015

O "apanha almas" de Macieira do Sul.

Por acaso e por indicação de pessoas com quem nos cruzámos, pelo caminho, acabámos por ir almoçar a Macieira*, aldeia na encosta sul quase a chegar ao cimo da Serra de São Macário. O restaurante Salva Almas à entrada da localidade, em frente ao bosque de castanheiros centenários, além de nos proporcionar uma belíssima refeição fora de horas, deu-nos a conhecer o curioso percurso de três gerações de "Josés" de Almeida, avô, pai e filho.

Foi José de Almeida, filho, que nos contou a história.

Tudo começa há muito tempo atrás com o seu avô a herdar terras de um tio que tinha enriquecido com o negócio do volfrâmio na década de 40. Más decisões que se pagaram caro levaram a que o seu pai herdasse uma dívida de 10 contos de reis do avô. Para a conseguir pagar, o pai viu-se obrigado a emigrar para França de onde regressou com dinheiro suficiente para saldar a dívida e ainda comprar um terreno que lhe custou na altura dois contos. E foi aqui que José de Almeida, pai, decidiu deixar a sua marca. Noites seguidas aí dormiu sozinho, a mulher o filho ficavam na povoação, tantas que o povo da terra começou a chamá-lo de "apanha almas". Nada o demoveu e a custo fez erguer um pequeno negócio de venda de bebidas aos peregrinos da romaria de São Macário. Com a ajuda da mulher abriu um restaurante, pois em vez de apanhar as almas achou que as devia salvar pelo estômago. E o seu restaurante, "Salva Almas" ficou e cresceu. Com ele cresceu também a vontade de agradecer e prestar a São Macário uma devida homenagem e José de Almeida começou a construir, por baixo do seu restaurante, um santuário dedicado ao santo da terra e ainda uma pequena capela que tem vindo a ser enriquecida com imagens religiosas oferecidas por amigos e clientes. Agora com 85 anos José de Almeida vê o filho continuar o seu legado e os seus dois tesouros, o santuário e a capela, a serem abençoados, brevemente, pelo bispo de Viseu.





 Busto de José de Almeida (pai)

Santuário dedicado a São Macário** 

Capela**


*Macieira é a povoação mais antiga da freguesia de Sul (encosta sul da serra de São Macário) e a sua referência mais antiga data de 1096.

**Tanto a Capela como o Santuário, estão revestidos com pedra de quartzo.




1 comentário:

  1. Ele há histórias de vida que nós nem imaginamos aquilo pelo qual as pessoas passam. Tenho lido os seus posts e acho que deve continuar a investir em histórias interessantes.

    ResponderEliminar